Guatemala declara alerta ao detectar variante californiana da covid-19

virus-coronavirus-sars-cov2-vacina-imunidade-1

Guatemala declara alerta ao detectar variante californiana da covid-19

As autoridades de saúde da Guatemala declararam alerta nesta sexta-feira (9) após a detecção de uma variante mais contagiosa do vírus Sars-CoV-2, conhecida como “californiana”, em sete pacientes com coronavírus, anunciou o Ministério da Saúde.

“O Laboratório Nacional de Saúde identificou uma nova cepa circulante em sete amostras de pacientes com covid-19, que é pelo menos 20% mais transmissível do que a original”, disse o ministério em sua página no Twitter.

Os “casos com a variante da covid conhecida como variante californiana” foram detectados após a intensificação das investigações devido à “alta transmissibilidade e aumento de infecções” em algumas áreas do país, segundo o vice-ministro da Saúde, Edwin Montúfar.

De acordo com o ministério, as infecções foram encontradas no departamento central da Guatemala, onde fica a capital, e em El Progreso (leste), por isso, ao declarar o alerta, pediu às redes pública e privada de saúde “que intensifiquem as ações de detecção oportuna” dos casos.

“Temos circulando no país uma das cepas (…) bastante virulenta, ou seja, que gera muito mais infecções; isso nos preocupa muito”, acrescentou posteriormente a ministra da Saúde, Amélia Flores.

A Guatemala, que está em uma terceira onda de infecções por covid-19, registrou mais de mil casos diários nos últimos três dias, segundo dados oficiais.

O país centro-americano, de 17 milhões de habitantes, acumula mais de 201 mil infecções por coronavírus desde março do ano passado e está perto de 7 mil mortes. Enquanto isso, a vacinação iniciada em fevereiro ainda está na primeira fase, que inclui profissionais de saúde da linha de frente, socorristas e idosos em casas de repouso, entre outros.

O presidente da Guatemala, Alejandro Giammattei, anunciou a compra de 16 milhões de doses da vacina russa Sputnik V, o que lhe permitirá imunizar quase metade da população, meta que ele espera atingir até o fim do ano.

Fonte: https://gauchazh.clicrbs.com.br/

nova variante californiana
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Número de pessoas vacinadas contra Covid-19 no Brasil

Número de pessoas vacinadas contra a Covid-19 no Brasil

Há muitas especulações sobre o comportamento do Brasil com relação à pro-atividade em disponibilizar vacinas para a população brasileira, pois devido à demora em trazer as vacinas, muitas pessoas estão sendo infectadas e reinfectadas, e agora, correm o risco de adquirir o vírus mutado em seu organismos, o que é muito perigoso.

“Segundo Gonzalo Vecina Neto, país poderia concluir imunização contra covid-19, se governo federal tivesse negociado com antecedência compra de vacinas, como fez o Chile.”

Do início da vacinação, em 17 de janeiro, até agora, 5,5 milhões de pessoas receberam a primeira dose. O Brasil é o oitavo país em número absoluto de vacinados.

Mas só foram distribuídas pelo país 12 milhões de doses dos imunizantes CoronaVac e Oxford-AstraZeneca, quantia suficiente para vacinar apenas 6 milhões de pessoas — menos que 3% da população.

Para vacinar toda a população será necessário tempo para desenvolver métodos eficazes e rápidos de vacinar à todos, considerando a necessidade do tempo de produção da vacina, profissionais para aplicá-la, postos com equipamentos utilizados para manter a temperatura da vacina para ser injetada com eficácia. 

As pesquisas mostram que 10 pessoas são vacinadas por hora, isso significa que isso também é um procedimento demorado, por isso, teremos que tomar todos os cuidados necessários para não se contaminar, pois pode demorar um pouco para que todos sejam vacinados.

compra das vacinas
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp