Homenagens de Familiares e Amigos

Homenagens de
Familiares e Amigos

Zenobia Luzia Davies

Dra. Zenóbia, ou como era popularmente chamada, Dona Zenóbia era uma mulher guerreira, valorosa, uma amiga de fibra, aguerrida em refazer a história de Manoel Congo e Marianna Crioula, que aprendeu e multiplicou. Engradeceu a luta antirracista, fomentou debates e conversas descontraídas. Nada temerosa, tinha gana em transformação: membro do Rotary Club de Mendes, atuante na OAB, fazia das lutas sociais um lema de vida.
Segundo nossa companheira Cristina, há um trecho de uma música, do Milton Nascimento, a que recorreremos agora, como forma de honrar a memória de alguém que se dedicou, durante sua passagem na vida terrena, à luta por causas justas, ao bom combate: "[...] A morte ainda não vai chegar se a gente na hora de unir os caminhos num só, não fugir nem se desviar..."
Que possamos continuar na luta antirracista, honrando sempre e de todas as formas, esta guerreira do bem que viabilizou a existência das comissões nas quais temos podido contribuir e tanto nos inspirou a lutarmos por um mundo melhor. Ela estará sempre presente em nossas mentes e em nossos corações. Se "a luta pela liberdade eterniza o homem", Dona Zenóbia está eternizada em nossos corações por lutar firmemente pelos ideais sociais, antirracistas e de igualdade!

Compreender os propósitos de Deus muitas vezes pode ser uma tarefa bem difícil, principalmente quando a tristeza bate na nossa porta porque acabamos de perder um ente querido. Lágrimas passam pelos nossos olhos constantemente e o vazio da saudade aumenta o sofrimento severamente.
Hoje a saudade nos faz mais uma visita, mas não vem acompanhada da tristeza como protagonista. Com corações mais confortados, dedicaremos este dia para relembrar os bons momentos que foram compartilhados e como a presença de uma pessoa tão querida foi capaz de transformar tantas vidas abençoadas.

Nascimento 07/04/1939⭐
Falecimento 20/01/2021 ✝️


"Se vivemos, vivemos para o Senhor; e, se morremos, morremos para o Senhor. Assim, quer vivamos, quer morramos, pertencemos ao Senhor."
Romanos 14:8